Qual a maneira certa de enterrar a sua sogra?

Com o caixão de ponta cabeça… porque vai que ela tenha catalepsia, acorde e consiga sair do caixão, pelo menos ela cavará terra abaixo em direção ao Japão! A sogra normalmente habita o imaginário de genros e noras, como aquele ser que veio de contra-peso no combo só pra fazer volume, que insiste em arruinarContinuar lendo “Qual a maneira certa de enterrar a sua sogra?”

Ansiedade, muito sofrimento por nada

Hoje que tenho mais passado que futuro, lamento não ter aproveitado melhor as oportunidades que tive na vida por conta da maldita ansiedade. Foi muito tempo perdido por preocupações e temores infindáveis em situações para mim potencialmente ameaçadoras, mas racionalmente sem sentido. Do Wikipedia, selecionei as duas melhores definições que encontrei para esse sentimento: 1)Continuar lendo “Ansiedade, muito sofrimento por nada”

Foda-se

Foda-se, eita palavra libertadora essa! Ela é curta, grossa e até didática. Qualquer um pega no ar e logo entende. Pena que somente há pouco tempo, ela se popularizou e chegou até mim. Aliás, como dizem meu bebês, eu sou um pouco lento para pegar as novidades… No meu tempo ( tentei substituir por “quandoContinuar lendo “Foda-se”

Segunda feira

Sempre odiei a segunda feira … bom até aí nenhuma novidade. Bilhões de terráqueos como eu, também odeiam com ardor esse dia da semana. Os mesmos que como eu, também amam a sexta feira, que foi eternizada pelo meme sextou, cujos créditos são de Safadão ou Bunitinho? , que os gringos torcem o nariz porqueContinuar lendo “Segunda feira”

11/09, onde você estava?

Com o Fabio Blanco, meu amigo ainda virtual, jornalista e consultor deste blog, aprendi o que é um gancho no jornalismo: O gancho é uma estratégia criada no jornalismo para conectar assuntos de uma matéria a acontecimentos do dia a dia ou recentes, para que a abordagem pareça sempre atual. Hoje 11/09/2021, 20 anos após o ataquesContinuar lendo “11/09, onde você estava?”

Sou um sem noção

Fui informado recentemente aos 56 anos, que sou um “ sem noção “. Não me lembro muito bem o contexto da discussão, mas a caçula do nada disparou à queima roupa no meu peito: “ Pai, você sabia que você é um sem noção ? “ Ao ouvir a expressão ” sem noção ” ,Continuar lendo “Sou um sem noção”

A mudança

Aprendi com o Montoro, meu querido amigo mestre em estatística que a única coisa certa na vida é a mudança. Algum leitor discordará e dirá que é a morte, mas ela é uma mudança também, com certeza a maior que teremos! É muito comum, o mundo corporativo insistir na mudança porque não mudar significa permanecerContinuar lendo “A mudança”

Concorrência desleal

Depois de um ano, terminei de ler o romance Crime e Castigo de Dostoiévski. Foram muitas idas e vindas, mas finalmente na semana passada, terminei de ler esse romance tão famoso. Mas porque eu demorei tanto tempo para devorar as 500 e tantas páginas do livro que é muito intenso e delicioso de se lerContinuar lendo “Concorrência desleal”

Eles passarão… Eu passarinho!

Hoje vou falar um pouco da minha experiência como engenheiro químico durante 33 anos na última vida passada, nas posições de engenheiro de produção / processos / projetos de expansão, coordenador de assistência ao cliente, gerente de desenvolvimento de novos negócios e finalmente gerente de serviços técnicos. Espero com esse depoimento, passar a vista doContinuar lendo “Eles passarão… Eu passarinho!”

O chinês, o americano, o inglês e eu

A posição de executivo peão me deu a oportunidade de viajar pelo mundo afora de graça. Me proporcionando experiências em diversos países e conhecer pessoas de diferentes culturas. Quando viajo a um país desconhecido, pouco me preocupo com roteiros de pontos turísticos ou a história do lugar, isso não é importante para mim. Meu negócioContinuar lendo “O chinês, o americano, o inglês e eu”

Dr Antônio e eu

Dr Antônio foi o meu primeiro patrão depois que eu me formei em engenharia química no ano de 1988. Doutor era o título que ele tinha, apesar de não ser médico nem ter feito doutorado. Entendi que quem possuía um patrimônio acima de 1 bilhão de dólares como ele, merecia ser chamado de doutor …Continuar lendo “Dr Antônio e eu”

Grupos de Whatsapp, um campo minado

Sou, assim como todos vocês devem ser,  usuários do Whatsapp, Telegram  ou ainda de outros  aplicativos ou apps que desconheço, cuja proposta é parecida, ou seja,  a hiper conectividade entre as pessoas. Essa ferramenta se tornou rapidamente muito importante na vida pessoal e profissional das pessoas, alguns dirão  até essencial na vida dos terráqueos. SóContinuar lendo “Grupos de Whatsapp, um campo minado”

O Tempo, as Jabuticabas e o Tornado

  Num dia desses, assisti a um documentário do Netflix muito legal que se chama “ Quanto tempo que o tempo tem ” de Adriana Dutra. De tão bacana e tão conectado ao meu momento que saí da toca . Voltei a escrever depois de um hiato de 2 anos ! Mas o que é o tempo? NaContinuar lendo “O Tempo, as Jabuticabas e o Tornado”

Continuo o mesmo

A sala do consultório estava vazia, já passava das 19 horas. Estávamos  pelo menos meia hora atrasados para a minha consulta, lembrei de uma  consultora de gestão organizacional.. Você é protagonista ou vítima  das situações? É, pisei na bola, poderia ter saído antes de casa, refleti.  – Ele aguardou 15 minutos pela última consulta que seria a sua  e se foi.Continuar lendo “Continuo o mesmo”